Abrir a janela e descobrir o poder que temos de ser feliz.

texto janelaObserve, cante, grite, imagine um mundo como ele poderia ser ou como supostamente deveria ser.

Crie ilusões ou se afogue em delírios nem tão delirantes assim.
Veja possibilidades de enfrentar o mundo, lutar por desafios, enfrentar obstáculos.
Olhe para o seu eu interior e veja que ele não é tão diferente do que está por fora; só não é tão igual nem ao menos superficial.
Conte estrelas e veja que elas representam cada um de nós: com uma intensidade diferente, com um brilho distinto, porém todas parecidas.
Olhe para si mesmo e esqueça seus defeitos, mas não os ignore; aprenda com eles. Junte cada um de seus inimigos e cresça, com eles, de uma forma diferente.
Aprenda a ser vulnerável a certos tipos de situações, mas não se deixe levar por todos eles. Abrace uma árvore ou plante um amigo.
Declame poesias em voz alta, sinta-se um grande escritor.
Cante sua música preferida olhando no espelho e veja que a sua canção está tão embutida em você que quando a canta remete-se a ti mesmo.
Não encare o oportunista como uma palavra de significado chulo. Encare-o como quem vê uma forma de saber aproveitar oportunidades.
Aprenda que nem sempre que pretendemos dizer é o que os outros vão entender. Há falhas na comunicação cuja, esta sim, tornou-se chula nos dias de hoje. Nos comunicamos de forma tão natural que nem mesmo percebemos quão difícil é transmitir uma informação.
Tenha o sutil dom de perceber que belos amigos não são aqueles que riem de você, mas sim os que riem com você. Que choram com você. Que sofrem com e por você.
Suba um degrau de cada vez, não os atropele. Um dia verás que pular etapas pode lhe causar uma grande queda.
Sorria constantemente: sorrisos são sempre bem-vindos mesmo aqueles nascidos nas horas mais inoportunas.
Acredite no poder que você mesmo tem, no seu potencial.
Dê bom dia para o mundo, para seu colega ou até mesmo para si próprio.
E veja que o horizonte e o futuro não estão na paisagem e sim nos olhos de quem o vê e o projeta.

Apenas abrindo a janela verás tudo… Bela besteira.


Juliana Fernandes, produtora audiovisual, é fã do bom e velho rock in roll e apaixonada por fotografia. A ‘Queen’ de todas as artes, vídeos e fotografias criados por aqui, sempre com vários toques de criatividade e bom gosto. Tudo isso em p&b.

Deixar uma resposta