O daltônico e seu próprio mundo colorido

O daltonismo é uma espécie de deficiência visual em que o indivíduo não é capaz de reconhecer e diferenciar algumas cores específicas. O distúrbio recebeu esse nome em homenagem ao químico Inglês Jonh Dalton, que foi o primeiro a estudar as características do daltonismo.

Uma das características mais comuns, é que o daltônico não distingue as cores vermelha e verde; em alguns casos mais raros, o daltônico só enxerga em preto e branco ou escala de cinza.

São três os principais tipos de daltonismo:

daltonismo

Protanopia: caracterizada pela diminuição ou ausência total do pigmento vermelho, levando o indivíduo a enxergar tons de marrom, verde ou cinza, o que varia de acordo com a quantidade de pigmentos. Neste tipo, o verde pode parecer vermelho.

Deutaranopia: este tipo não consegue enxergar a cor verde, levando o indivíduo a enxergar em tonalidades de marrom.

Tritanopia: é tipo mais raro, o indivíduo perde a noção do azul e interfere na distinção reconhecimento das cores azul e amarelo. O amarelo tende a ser um rosa claro. Não enxergam a cor laranja.

Algumas práticas do dia a dia, que são comuns a todas as outras pessoas, para o daltônico pode não ser uma tarefa muito simples, como distinguir as cores do semáforo, leds de identificação em aparelhos eletrônicos, nunca saber se a roupa está combinando, etc.

O Adriano é estagiário de Web Design e Programação na Limão Cravo, ele que é portador de daltonismo, contou pra gente que teve algumas dificuldades na vida escolar, por exemplo, nas aulas de Geografia, quando a professora mandava colorir o mapa por regiões e cores.

Ele nos conta que as cores que enxerga com mais clareza são: azul, vermelho e laranja, além do preto e branco, é claro.

Já imaginou ver a grama verdinha do parque laranja? É assim que ele enxerga. O semáforo é amarelo, amarelo e verde mas ele disse que contornar esse problema é fácil, ele decorou a ordem. Também já foi enganado pelo próprio irmão sobre a cor da camisa que era rosa e o irmão disse ser vermelha.

No dia a dia de trabalho recorre a colega Helena, quando começa a achar que as cores do que está fazendo estão “esquisitas”.

Hoje está sendo lançado um óculos para correção do daltonismo mas, por serem de valores muito elevado, poucos tem acesso. O que resta a eles é se adaptar ao seu próprio mundo colorido, diferente do nosso, mas nem por isso menos belo.

Deixar uma resposta