Brasil trabalhador.

Foto tirada pela nossa produtora audiovisual Juliana Fernandes

Aqui a gente tarda. Mas não falha. Um dos melhores conselhos que Millôr Fernandes nos deixou foi: “Depois de bem ajustado o preço, a gente deve sempre trabalhar por amor à arte.” Então saudações limonescas pelo 1º de Maio.

Esse dia marca além de um belo feriado, a vitória de todos aqueles 8 líderes trabalhistas norte-americanos que morreram em Chicago, em 1886 por dirigirem manifestações, que começaram justamente no 1º de Maio, e que defendiam a redução de 16 para 8 horas diárias de trabalho.

Muito mais do que isso é o dia de aplaudir eu, tu, ele, nós, vós, eles. Que acordamos dispostos a vencer o dia, a você que vai de ‘busão’, de metrô, de bike. Que leva marmita. Você que leva cantada em frente a construção. Você que quer aprender sempre. Que ‘quebra galho’. Que trabalha no sol, no asfalto, na terra, na água, no ar. Você que vai de helicóptero. Você que volta sujo de graxa. Você que sai direto para o happy hour. Engravatado ou não. Aplaudir você que trabalha de dia. Que trabalha a noite. Que trabalha dia e noite. Aos trabalhadores formais, informais ou autônomos. Aos estagiários. A todos nós que movimentamos o dinheiro, fazemos a economia girar e esse país crescer.

Sinceros aplausos a Getúlio Vargas que assinou em 1º de Maio de 1943 a Consolidação das Leis do Trabalho.

Agora, volte ao trabalho e sucesso!

Deixar uma resposta