O temido e necessário (muitas vezes) NÃO

Dizer-não1

Não, palavra negativa que pode expressar ideia de objeção, negação ou contrariedade. Essa palavra de 3 letras tem um peso enorme na maioria das vezes em que é usada, ou em situação em que ela deveria ser usada. E é justamente sobre isso que se trata o post de hoje. Saber dizer não.

Muitas pessoas enfrentam dificuldades no dia a dia para dizer a palavra não, que se torna temida e assustadora. Dessa forma muitos acabam dizendo sim com mais frequência em situações em que se gostaria ou é necessário dizer não, e muitas das vezes para nós mesmo.

Diversos fatores influenciam na dificuldade de dizer não: posição social e/ou profissional, idade, as circunstancias, ou medo de magoar ou chatear a pessoa que deve ouvir a negativa. A dificuldade em dizer não depende do grau de submissão que sentimos em relação à opinião de terceiros sobre nós. O medo de parecermos egoístas, grosseiros, prepotentes, chatos ou então medo de perder a amizade ou afeto de pessoas próximas faz com que as pessoas aceitem e digam sim na maioria das situações.

Porém é necessário saber dizer não, caso contrário ficamos presos em longas tarefas, excesso de trabalho, frustação, falta de tempo. Corremos o risco de ficarmos deprimidos com o sentimento de que estão tirando vantagem em cima de nós. Assim arriscamos nosso bem estar. Dizer sim quando o que se deseja é dizer não pode trazer riscos e danos emocionais,  e ainda em um ambiente de trabalho pode-se muitas vezes ser que o trabalho seja realizado com dificuldade, rendimento mais baixo ou pior, mal feito.

Pessoas que se encontram nesta situação geralmente apresentam traços de insegurança ou então de autoestima baixa, sem contar o sentimento de culpa que influencia a pessoa a dar uma negativa. É preciso ter em mente que é possível dizer não sem necessariamente prejudicar e danificar nossa imagem pessoal, sem parecer grosseiro ou qualquer outro adjetivo ruim.

Saber dizer não significa saber organizar quais são as prioridades, é preciso um olhar para si mesmo e conhecer as próprias prioridades e recusar o que não se enquadra nelas, evitando acumulo de tarefas e obrigações, das quais todos nós temos. Alguns pontos importantes no momento da negativa podem ser levados em conta, como: não começar pedindo desculpas, isso pode sugerir um eventual sentimento de culpa, reflita com si mesmo se você quer realmente fazer o que lhe foi pedido, não tenha receio em pedir mais detalhes para se decidir, não enrole na hora de dizer o não, seja assertivo e educado, explique-se, isso fica melhor do que dar diversas desculpas, e por fim, muitas vezes não é preciso recusar, basta oferecer sua ajuda.

Dizer não significa dizer sim para nós mesmos, muitas vezes. E este é o começo para maior satisfação pessoal, sem querer induzir ao egoísmo, melhor rendimento no ambiente de trabalho e mais benefícios para vida pessoal.

1608751_723410134345597_2125218663_nThauana Teoro: Formada em Relações Públicas, viciada em whatsapp, música boa e samba do bom. Apaixonada por marketing e comida japonesa. Roedora de unhas ansiosa, comunicativa, chegada em uma cervejinha e maníaca por dieta.

Deixar uma resposta