Como o design thinking gerou resultados surpreendentes nos últimos anos

Tim Brown, autor do livro Change by Design, diz que design thinking é uma abordagem antropocêntrica para inovação que usa ferramentas dos designers para integrar as necessidades das pessoas, as possibilidades da tecnologia e os requisitos para o sucesso dos negócios. Estão inseridos neste “pacote” a pesquisa, o brainstorm, a seleção de ideias e a prototipagem.

Este conceito é utilizado no dia a dia de empresas de todos os tamanhos, principalmente, para criar novos produtos e serviços. O principal benefício é encontrar, em situações do cotidiano, pontos de vista que você não estava dando atenção e, a partir daí, criar soluções que atendam e resolvam os problemas dos usuários.

Criado por David Kelley, professsor da Universidade de Stanford e Tim Brown, ambos da consultoria de inovação IDEO, no Vale do Silício, o design thinking é um conceito que surgiu dentro do design, mas que pode ser usado para qualquer área.

Muitas empresas que investem em design, como a Apple e a Nike, adotaram o design thinking e têm tido resultados surpreendentes nos últimos anos. Isso despertou o interesse dos profissionais de diversos nichos, que buscaram aprender mais sobre o assunto e aplicá-lo nas suas empresas. A Netflix, por exemplo, entende que o comportamento dos assinantes evolui com o passar do tempo e, para oferecer as melhores soluções possíveis, precisa entender os hábitos e padrões de consumo dos seus consumidores, princípio básico do design thinking. Para as pequenas empresas que adotam este conceito, um dos benefícios é a melhora da comunicação.

Deixar uma resposta